Perito judicial: tudo sobre a profissão

Aquele que auxilia de forma técnica e especializada em casos judiciais

Área é pouco conhecida atualmente e oferece oportunidades rentáveis para os mais diversos tipos de profissionais

perito judicial

Sobre a profissão

O perito judicial é um profissional cadastrado junto aos tribunais que auxilia o juiz por meio da elaboração de um parecer técnico em relação à área de especialização requerida para o caso. O juiz considera a avaliação especializada do perito judicial para proferir sentenças e determinar o andamento dos casos sob sua análise.

O trabalho do perito judicial é necessário uma vez que o juiz não domina outras áreas de formação, e por isso precisa de apoio especializado para decidir sobre questões relacionadas, por exemplo, à Engenharia, Contabilidade, Medicina, ao Meio Ambiente, etc.

O perito judicial cadastrado em tribunais trabalha sob demanda, sendo convocado pela Justiça para oferecer um laudo técnico para o processo judicial que estiver em julgamento. Esse laudo é produzido e assinado oficialmente pelo perito, passando, então, a ser uma das peças que compõem o processo, servindo como prova. O trabalho do perito judicial, por ocorrer sob demanda, não exige exclusividade e não impõe horário fixo. Por isso, esse profissional pode ter outro emprego e realizar outros tipos de atividades. De acordo com dados do portal Vagas.com, o salário médio do perito judicial no Brasil é de R$ 6.490,00.

O perito judicial pode atuar em qualquer tribunal de justiça.

Por que ser um Perito judicial?

Panorama em
O mercado não apresenta crescimento nos últimos anos

Não era isso que você esperava?

Mas espera...selecionamos outras profissões que apresentam crescimento.

    Perito judicial

    Como se tornar um Perito judicial?

    Para se tornar um perito judicial, é necessário apenas ter formação superior na área e o tempo mínimo de experiência exigido pelos tribunais, que costuma ser de dois a três anos. O interessado deve se cadastrar no sistema judiciário como perito especializado em determinada área e aguardar ser convocado.

    Os profissionais mais demandados pelo sistema têm, em geral, formação em Administração, Ciências Contábeis, Economia e Engenharias. Para desempenhar as funções com mais precisão, conhecimentos sobre o funcionamento do sistema judiciário podem auxiliar o aspirante a perito judicial.

    Se você gostaria de se profissionalizar como Perito Judicial e fazer sua faculdade com uma bolsa de estudo em Administração, por exemplo, veja os cursos disponíveis na Quero Bolsa.

    Vale a pena estudar para ter essa profissão?

    Ser formado ou não... eis a questão? 🤔

    Qual cidade deseja trabalhar?

    Mais profissões da área de Ciências Sociais e Humanas

    Conheça mais profissões que combinam com você e compare as características dos cursos.