logo

  • Lista de faculdades
  • Lista de cursos
  • Lista de profissões
  • Revista Quero
  • Central de ajuda

Fale com a gente

Como funciona
  1. Busque sua bolsa

    Escolha um curso e encontre a melhor opção pra você.


  2. Garanta sua bolsa

    Faça a sua adesão e siga os passos para o processo seletivo.


  3. Estude pagando menos

    Aí é só realizar a matrícula e mandar ver nos estudos.


Vigilante: tudo sobre a profissão

O responsável pela proteção pessoal ou patrimonial. Profissional pode atuar em diferentes segmentos e alcançar salários que variam de R$1.000,00 a R$2.200,00
vigilante

Sobre a profissão

O vigilante é um profissional responsável por zelar pela integridade física e/ou material de pessoas, empresas, eventos ou instituições. Ele pode atuar tanto no setor público quanto no privado e deve fazer curso profissionalizante para melhor atuar no segmento que desejar.

O vigilante pode atuar na segurança privada (como guarda-costas), escolta armada, transporte de valores, na segurança de grandes eventos, em bancos e instituições corporativas, como shoppings centers, edifícios residenciais e laborais, universidades e hospitais.

Existem também os vigilantes de personalidades, que atuam na proteção e na segurança pessoal de indivíduos como artistas, políticos, atletas, líderes religiosos e demais personalidades que necessitem de escolta.

O trabalho de um vigilante envolve bastante responsabilidade e muitos riscos. Seja para garantir a segurança de prédios, seja para proteger pessoas, o profissional acaba enfrentando uma rotina de incertezas. Atualmente, no Brasil, possui um salário médio que varia de R$1.000,00 a R$2.200,00, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de 2018, do Ministério do Trabalho.

A área de atuação do vigilante é abrangente, podendo estar sujeito à efetivação via concurso público, em casos de bancos, instituições públicas, sedes de governos e casas legislativas ou universidades, por exemplo.

O profissional também pode atuar no segmento privado, em empresas, condomínios residenciais, hotéis, edifícios corporativos e complexos empresariais, bancos privados, universidades privadas, casas noturnas e em eventos grandes, como festivais, shows e festas.

Há ainda a possibilidade de o vigilante trabalhar no segmento particular, cuidando da integridade física de pessoas que necessitem de escolta policial, como personalidades famosas ou não.

Por que ser um Vigilante?

Panorama no estado de:
O mercado não apresenta crescimento nos últimos anos

Mas espera...selecionamos outras profissões que apresentam crescimento.

    Vigilante

    Como se tornar um Vigilante?

    Cabe ao profissional vigilante ter pelo menos 21 anos, estar em dia com suas obrigações militares e eleitorais e ter boa saúde física e mental, passando por avaliação médica e psicotécnica para ingressar no curso que o capacite para a área desejada.

    O curso para vigilante ensina técnicas de defesa pessoal, aulas de tiro e armamento, direitos humanos, sistema de segurança pública e combate ao crime organizado, vigilância, noções de segurança eletrônica, gerenciamento de crises, prevenção e combate a incêndios, noções de primeiros socorros e relações humanas no trabalho. 

    Ao aspirante a vigilante, são cobradas posturas de tranquilidade, cordialidade, empatia, respeito ao próximo e às diferenças, boa comunicação e equilíbrio para lidar com situações delicadas.

    Apesar de não ser necessário um curso superior, essa pode ser uma boa ideia para se profissionalizar na área. Se você gostaria de se tornar um vigilante e fazer sua faculdade com uma bolsa de estudos em Segurança Privada, veja os cursos disponíveis na Quero Bolsa.

    Vale a pena estudar para ter essa profissão?

    Ser formado ou não... eis a questão?

    Qual cidade deseja trabalhar?

    Mais profissões da área de Outras

    Conheça mais profissões que combinam com você e compare as características dos cursos.