Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Biociclos

Jéssica Maciel
Publicado por Jéssica Maciel
Última atualização: 17/7/2019

Introdução

Biosfera é o nome dado ao conjunto de ecossistemas presentes no planeta terra. Por ecossistemas, entendemos os sistemas naturais que possuem organismos vivos. Na biosfera encontram-se diversos ecossistemas, que foram divididos pelos teóricos em três biociclos: o epinociclo, o talassociclo e o limnociclo

Epinociclo

Epinociclo é o biociclo que engloba todos os ecossistemas terrestres do planeta. Ele abrange cerca de 30% da superfície do planeta Terra e abriga uma vasta biodiversidade

Os biomas do epinociclo apresentam flora e fauna bastante características, uma vez que é preciso que elas se adaptem às condições climáticas e geográficas de cada um dos biomas. Existem espécies que são encontradas apenas em um bioma. A elas dá-se o nome de espécies endêmicas. 


Acredita-se que essa variedade seja consequência direta das variações climáticas observadas no planeta, pois quanto maior for a incidência, solar maior a biodiversidade. No epinociclo encontram-se diversos biomas, como: tundra, taiga, florestas temperadas, florestas tropicais, campos e desertos. 

Tundra 

A Tundra é o bioma que caracteriza o Hemisfério Norte. Durante grande parte do ano, a sua superfície fica coberta por neve. No verão, quando a neve desaparece, é possível encontrar gramíneas, arbustos pequenos, musgos e líquens.

Taiga

A Taiga é o bioma característico do Canadá, dos Estados Unidos e da Sibéria. Pode também ser chamada de florestas coníferas. Na fauna da Taiga estão insetos diversos, aves diversas, alces, ratos, lobos, linces, dentre outros. 

Florestas temperadas

As florestas temperadas são marcadas por estações muito bem definidas. Trata-se de um bioma encontrado em algumas regiões da Europa, da China, dos Estados Unidos e do Sul do Brasil. Em termos de flora, é comum encontrar nas florestas temperadas araucárias, carvalhos, samambaias, entre outras espécies de plantas. 

Florestas tropicais

As florestas tropicais são o bioma encontrado na região mais próxima à linha do Equador. Nele, é possível encontrar uma gigantesca diversidade de animais e plantas.

Campos

Os campos são biomas característicos de climas com baixos índices pluviométricos, em áreas como Estados Unidos, Rússia, Austrália e América do Sul. A flora presente nos campos são gramíneas, capins e vegetação rasteira, com gazelas, antílopes, zebras e leões como parte do bioma.

Desertos

Os desertos são um bioma que atinge extremos em termos de temperatura. Além disso, os índices pluviométricos são bastante baixos. Assim, a fauna e flora locais costumam ser especializadas para esse tipo de região, o que torna a diversidade de animais e plantas pequena, quando comparada a outros biomas. 

Talassociclo

O Talassociclo é um biociclo que ocupa cerca de 70% de toda a superfície do planeta Terra. Se caracteriza por ser o grupo de ambientes de água salgada da Terra, como mares e oceanos. Os organismos encontrados nesse ambiente são denominadas plâncton, nécton e bencton. 

Dentro da água, as variações de temperatura costumam ser menores do que nos ambientes terrestres. Assim, não é a temperatura o maior limitante da produtividade do talassociclo, mas a luz. Essa limitação ocorre porque toda a cadeia alimentar nesse ambiente depende dos organismos fotossintetizantes.

As Fossas Marianas, ponto mais profundo dos oceanos, estão a cerca de 11 mil metros abaixo do nível do mar. A luz que penetra o ambiente aquático não consegue ultrapassar cerca de 200 metros de profundidade, assim, a maior parte do ambiente não é iluminado. Ainda assim, existem comunidades biológicas que vivem nesses locais, completando seus ciclos produtivos por conta da quimiossíntese. 

Em razão da importância da luz na distribuição dos organismos aquáticos, os ecossistemas são divididos em:

  • Zona fótica ou eufótica: região onde está a maior concentração de luz. 
  • Zona afótica: regiões abaixo dos 200 metros de profundidade, onde as comunidades se sustentam pela quimiossíntese.
  • Zona disfótica: a faixa de transição entre a zona afótica e eufótica. 

Outra classificação do talassociclo é dada por região. Assim, nele estão as regiões costeiras, recifes de corais e manguezais. Nas regiões costeiras e nos recifes de corais, existe uma grande diversidade de organismos vivos. Já os manguezais, são regiões presentes em grande parte da região costeira do Brasil e onde existe pouca diversidade de plantas, embora apresente uma variedade considerável de animais, como aves, ostras, caranguejos e peixes. 

Limnociclo

No limnociclo estão os dois ecossistemas de água doce: o lêntico e o lótico. É considerado o menor dos biociclos.

O limnociclo lêntico é caracterizado por ambientes de águas calmas e paradas, ricas em plâncton, como lagos e lagoas. Já o lótico se caracteriza por rios e córregos e por sua pobreza em plânctons


Exercícios

Exercício 1
(UDESC)

Analise as proposições em relação ao biociclo limnociclo ou dulcícola.

  • O limnociclo pode ser dividido em província lêntica e província lótica.
  • A província lêntica é caracterizada pelo conjunto de águas paradas, como: lagos, lagoas e brejos.
  • A província lótica é caracterizada pelo conjunto de águas em movimento, como: rios, riachos e cascatas.
  • O limnociclo é o menor dos biociclos e apresenta menor salinidade e profundidade.
  • Na província lótica há pouca ou nenhuma presença de plâncton.
  • Assinale a alternativa correta

    Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

    Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

    Carregando...