Carnaval na boa é com bolsa! Garanta a sua antes que as ofertas acabem
Promoção termina em
23
dias
03
horas
00
min
00
Ver ofertas
Informações
Whatsapp
Envie para 0800 123 2222
E-mail
contato@querobolsa.com.br
Telefone
Ligue para 0800 940 0840
Horário especial de carnaval
Segunda e terça das 8h às 18h
Sábado das 9h às 13h
Como funciona?
Encontre seu curso
Faça sua pré-matrícula online
Economize até o fim do curso!

Oficial de Justiça

Essa é a designação popular para membros do Poder Judiciário brasileiro que realizam o cumprimento da lei

O que faz um oficial de justiça

O oficial de justiça é o profissional concursado que serve ao Estado como membro do Poder Judiciário. É uma designação genérica para funcionários judiciais.

Atualmente, considera-se oficial de justiça o servidor público concursado que materializa a aplicação de determinada lei a um caso concreto.

O oficial de justiça é, portanto, peça-chave essencial para o cumprimento da lei e para a prestação jurisdicional.

Como se tornar um oficial de justiça

Os tribunais de justiça possuem em seu quadro um número de servidores efetivos e comissionados, além de estagiários, terceirizados e voluntários. Em geral, para se tornar oficial de justiça, é necessário prestar concurso público, ser aprovado e convocado para assumir essas funções.

Em algumas unidades federativas, é necessária a apresentação de graduação em Direito para se candidatar à vaga, mas, em outras regiões, apenas o ensino médio completo é exigido. É importante pesquisar sobre a carreira e editais dos Tribunais de Justiça na sua região ou no local em que se deseja trabalhar.

Áreas de atuação

O oficial de justiça atua como um mediador que comunica e faz valer decisões de magistrados perante civis.

Entre suas atribuições, o oficial de justiça faz pessoalmente citações, prisões, penhoras e demais diligências próprias do ofício jurídico, além de entregar mandado em cartório após seu cumprimento, auxiliar o juiz na manutenção da ordem no tribunal e efetuar avaliações quando necessário.

Muitas vezes, é necessário que o oficial de justiça possua CNH, já que costuma ser requerido que ele utilize o próprio veículo para executar suas atividades. O porte de arma ainda não é autorizado a esse profissional, mas existe uma discussão para sua flexibilização, devido à insalubridade do ofício.