Fale com a gente

Como funciona
  1. Busque sua bolsa

    Escolha um curso e encontre a melhor opção pra você.


  2. Garanta sua bolsa

    Faça a sua adesão e siga os passos para o processo seletivo.


  3. Estude pagando menos

    Aí é só realizar a matrícula e mandar ver nos estudos.


Olá! Quer uma ajudinha para descobrir seu curso ou faculdade ideal?

Engenharia de Soldagem

Saiba tudo sobre o curso de Engenharia de Soldagem e comece a estudar com ajuda da Quero Bolsa

Ilustração de uma garota fazendo uma pesquisa do curso de Engenharia de Soldagem no notebook
Média Salarial: R$ 6.768,21
Duração: Em geral, até 2 anos
Bolsas: a partir de R$ 49,00
Ver bolsas de até 80%

Sobre o curso de Engenharia de Soldagem

O curso de Engenharia de Soldagem é uma especialização voltada ao estudo do manuseio de materiais. Na formação, os alunos aprendem sobre diferentes técnicas de soldagem, propriedades dos materiais, e aspectos de qualidade e segurança. Vinculando teoria e prática, a área prepara os graduados para atuar em setores industriais diversos, como construção, automotivo e aeroespacial.

Além do conteúdo prático de soldagem, o estudante aprende sobre gestão e tecnologias aplicadas à área, incluindo gerenciamento de projetos, controle de qualidade e automação de processos. O curso também apresenta inovações, como soldagem robótica e técnicas de soldagem avançadas.

O curso é oferecido como pós-graduação ou especialização, principalmente para profissionais que trabalham no segmento de soldagem ou que apresentem interesse em atuar na área. Ao final do período de formação, o aluno estará apto para aprimorar os processos de qualidade dos produtos fabricados.

No mercado de trabalho, o profissional de Engenharia de Soldagem pode atuar em diversos segmentos industriais, como nas áreas naval, petroquímica, nuclear e de óleo e gás. É possível atuar, também, em outros segmentos, como o ramo automobilístico, químico, elétrico, eletrônico e de transformação.

Os tipos de formação para o curso de Engenharia de Soldagem são: bacharelado e pós-graduação .

Como é o curso de Engenharia de Soldagem?

Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais definidas pelo Ministério da Educação (MEC), o curso de Engenharia de Soldagem, por ser um curso de pós-graduação ou especialização, segue as normas gerais para os cursos de pós-graduação.

De acordo com as diretrizes, o curso deve ter matriz curricular de 450 horas e plano pedagógico, desenvolvido pela instituição de ensino, que contenha de forma clara objetivos, programas, metodologias de ensino-aprendizagem, previsão de trabalhos discentes, avaliação e bibliografia.

Além disso, o estudante deverá entregar trabalho de conclusão de curso, com duração mínima de 30 horas.

As disciplinas mais comuns do curso de Engenharia de Soldagem são:

  • Aços e Ferros Fundidos;

  • Aços e suas Aplicações;

  • Análise e Ensaios de Peças Soldadas;

  • Desgastes e Soldagem de Recuperação;

  • Eletricidade e Automação;

  • Instalações, Dispositivos e Segurança;

  • Processos Convencionais de Soldagem;

  • Projetos de Estruturas Soldadas;

  • Propriedades dos Metais e Ligas Não Ferrosas;

  • Resistência Mecânica e Comportamento das Juntas Soldadas;

  • Soldagem por Resistência e Processos Especiais;

  • Tecnologia: da soldagem, de materiais, de processos afins;

  • Processos de Soldagem e Corte;

  • Equipamentos para Soldagem e Inovação Tecnológica;

  • Metalurgia Química e Corrosão;

  • Normas Técnicas;

  • Projeto e Construção;

  • Gestão da Qualidade e Projetos;

  • Fabricação e Inspeção de Soldagem;

  • Documentação Técnica.

Veja também: Quanto ganha um mestre de soldagem? Confira o salário e carreira na área de Engenharia de Soldagem no site da Quero Bolsa.

Qual a grade curricular de Engenharia de Soldagem?

Grade Curricular é o conjunto de matérias que o aluno estudará durante o curso. Veja abaixo um exemplo de grade curricular para o curso de Engenharia de Soldagem em uma de nossas faculdades parceiras:

    Ver a grade curricular

    O que se aprende na faculdade de Engenharia de Soldagem?

    A matriz curricular do curso de Engenharia de Soldagem pode apresentar as disciplinas de:

    • Metalurgia da soldagem
    • Normas Técnicas
    • Gestão da Qualidade
    • Tecnologia de Materiais
    • Métodos de Pesquisa e Trabalho Científico
    • Inspeção e Análise de Soldagem
    • Usinagem
    • Estrutura dos Materiais

    O estudante do curso de Engenharia de Soldagem estará apto às atuações em controle de qualidade de produtos e serviços que utilizam a soldagem como pilar em sua cadeia produtiva. Além disso, o curso possibilita a análise, elaboração e ações referentes a documentação técnica por parte deste profissional. Por fim, o estudante terá acesso aos conteúdos e disciplinas sobre planejamento de projetos ligados à Soldagem.

    Além disso, caso você tenha outras dúvidas sobre o curso de Engenharia de Soldagem, acesse a Comunidade Quero e faça sua pergunta!

    Quanto custa uma faculdade de Engenharia de Soldagem?

    Na Quero Bolsa, você encontra oportunidades de bolsas de pós-graduação na área de Engenharia de Soldagem. As bolsas desta área são disponibilizadas nas modalidades presencial e a distância (EaD). Além disso, os estudantes poderão optar por especializações mais curtas, com duração entre seis e 12 meses, assim como durações mais amplas, entre um ano e formações que superam os dois anos para conclusão.

    Procure o curso de Engenharia de Soldagem ideal para você!

    Com mensalidades a partir de R$ 49,00 entre as 1.403 instituições parceiras do Quero Bolsa.

    Veja como é simples começar a estudar

    1. Encontre seu curso
    2. Garanta sua bolsa
    3. Economize até se formar

    Sobre a carreira de Engenharia de Soldagem

    O que faz o profissional de Engenharia de Soldagem?

    O engenheiro de soldagem planeja e supervisiona a execução das atividades de caldeiraria, soldagem e estruturas metálicas, de acordo com a programação de produção. Qualifica procedimentos e profissionais de soldagem.

    Além disso, o profissional de Engenharia de Soldagem inspeciona processos de fabricação de acordo com normas de qualidade, preservação do meio ambiente e segurança do trabalho.

    Onde o profissional de Engenharia de Soldagem pode trabalhar?

    O profissional de Engenharia de Soldagem atua, principalmente, nas indústrias de produtos metálicos e construção civil, nas áreas da indústria naval, petroquímica, aeronáutica e automobilística.

    Exerce suas atividades tanto na produção industrial quanto nas de manutenção, ferramentaria e fabricação de insumos e equipamentos.

    O engenheiro de soldagem pode trabalhar por conta própria, como autônomo, ou como profissional com carteira assinada. Atua em equipe, sob supervisão ocasional ou permanente, e supervisiona tarefas realizadas por profissionais especializados do setor.

    Algumas das atividades exercidas estão sujeitas a altas temperaturas, radiação, ruído intenso e material tóxico. Em outras atividades, o engenheiro de soldagem trabalha com sobrecarga horária de trabalho, principalmente em finalização de produtos sob encomenda e em obras.

    Ainda sobre as possibilidades de atuação desta área, este profissional poderá atuar em conjunto ao inspetor de soldagem, assim como há possibilidade de designação de ações para as áreas operacionais de uma empresa. Além disso, o profissional desta área também poderá atuar na área educacional. Além da atribuição de aulas em institutos de ensino superior, o engenheiro de soldagem também poderá atuar em pesquisas e no desenvolvimento de novos equipamentos e tecnologias em Soldagem.

    A área de atuação com Soldagem possibilita várias ações profissionais. No Guia de Profissões da Quero Bolsa, você também poderá conferir mais informações sobre a atuação de um soldador

    Quanto ganha um profissional de Engenharia de Soldagem?

    O salário médio de um Soldador no Brasil é de R$ 6.768,21 . Os estados onde a profissão de Soldador têm os melhores salários são .

    Quer saber o salário das demais especialidades? Veja aqui

    Ver salários dessa profissão
    Sino de ofertas
    Receba um alerta quando a vaga ideal chegar!

    Como ingressar na profissão de Engenharia de Soldagem?

    Quais são as exigências do mercado de trabalho para o profissional de Engenharia de Soldagem?

    Para atuar como engenheiro de soldagem, além de diploma em curso superior aprovado pelo MEC, é necessária pós-graduação ou especialização na área de Engenharia de Soldagem e registro profissional no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea).

    O exercício pleno das atividades demanda, em média, de um a dois anos de experiência na área.

    Quais são as principais competências pessoais do profissional de Engenharia de Soldagem?

    As principais características do profissional de Engenharia de Soldagem, listadas pelo Ministério do Trabalho, são:

    Capacidade de liderança;
    Capacidade de acatar sugestões;
    Administrar o tempo;
    Capacidade de resolução de problemas;
    Proatividade;
    Trabalhar em equipe;
    Estabelecer prioridades;
    Raciocínio analítico;
    Capacidade de síntese;
    Criatividade;
    Delegar funções;
    Capacidade de observação;
    Acuidade visual;
    Contornar situações adversas;
    Capacidade de comunicação verbal.
    Balões de Conversa - Dúvidas sobre Engenharia de Soldagem
    Está com dúvidas sobre Engenharia de Soldagem? Os alunos e ex-alunos do curso estão prontos para tirar suas dúvidas. Ver perguntas e respostas

    Perguntas e Respostas - Engenharia de Soldagem

    Tipo de Pergunta
    Recentes