Fale com a gente

Como funciona
  1. Busque sua bolsa

    Escolha um curso e encontre a melhor opção pra você.


  2. Garanta sua bolsa

    Faça a sua adesão e siga os passos para o processo seletivo.


  3. Estude pagando menos

    Aí é só realizar a matrícula e mandar ver nos estudos.


Olá! Quer uma ajudinha para descobrir seu curso ou faculdade ideal?

Quanto ganha um Marinheiro? Salário e carreira na área de Gestão Portuária

Selecionamos informações sobre a profissão de Marinheiro, incluindo salários por cidade e especialidade. Tudo para você escolher a carreira perfeita para você. Com a Quero Bolsa é assim, a gente te ajuda a escolher sua carreira e entrar na faculdade ideal com um super desconto.
Salário médio no Brasil Marinheiro R$ 1.955,95
Maior salário médio por estado Goiás R$ 3.714,13
Maior salário médio por especialidade Marinheiro de Esporte e Recreio (Desativado em 01/2009) R$ 3.605,15

Qual o salário de um Marinheiro?

O salário médio de um Marinheiro no Brasil é de R$ 1.955,95.
Os estados onde a profissão de Marinheiro têm os melhores salários são Goiás, São Paulo e Mato Grosso.

As especialidades com os melhores salários são Marinheiro de Esporte e Recreio (Desativado em 01/2009), Marinheiro de Conves (Maritimo e Fluviario) e Marinheiro de Maquinas.

Essas informações são baseadas nas 3015 contratações que aconteceram no último ano, em todo o Brasil.

Salário de um Marinheiro por especialidade
Especialidade Salário médio
Marinheiro de Esporte e Recreio (Desativado em 01/2009) R$ 4.833,53
Marinheiro de Conves (Maritimo e Fluviario) R$ 3.507,58
Marinheiro de Maquinas R$ 3.468,51
Marinheiro Auxiliar de Maquinas (Marítimo e Aquaviário) R$ 3.176,11
Moco de Maquinas (Maritimo e Fluviario) R$ 3.050,40
Marinheiro Auxiliar de Convés (Marítimo e Aquaviário) R$ 2.912,15
Moco de Conves (Maritimo e Fluviario) R$ 2.843,17
Estude Gestão Portuária pagando menos!
As melhores ofertas para você começar a estudar pagando menos Ver bolsas de estudo

Como é a carreira de Marinheiro?

O marinheiro pode atuar tanto na carreira civil quanto na militar. Na civil, administra tudo dentro de uma embarcação, como condução, limpeza e manutenção. Na militar, tem a responsabilidade garantir a segurança dos cidadãos, defendendo as áreas litorâneas de todo o país e atuando para evitar o contrabando e o tráfico de drogas e de pessoas para outros países ou entre os portos.


Sua função varia dependendo do tipo de embarcação e área de serviço, mas algumas atividades comuns incluem:


  • Navegação e manobra da ebarcação: O marinheiro ajuda a conduzir a embarcação, realizando tarefas como içar e baixar velas, manobrar guinchos e operar equipamentos de navegação, como lemes e sistemas de propulsão.
  • Manutenção da embarcação: Ele é responsável por manter a embarcação em bom estado, realizando tarefas de limpeza, pintura, lubrificação e reparos de rotina nos equipamentos.
  • Segurança a bordo: O marinheiro auxilia na implementação de protocolos de segurança, garantindo que os equipamentos de segurança, como coletes salva-vidas e botes salva-vidas, estejam prontos para uso em caso de emergência.
  • Carga e descarga: Em embarcações de carga, o marinheiro ajuda a carregar e descarregar mercadorias, garantindo que as operações sejam realizadas de maneira segura e eficiente.
  • Assistência na navegação: Ele trabalha em conjunto com os oficiais de navegação, contribuindo para o planejamento de rotas, a leitura de mapas náuticos e a interpretação de dados meteorológicos.
  • Manobra de equipamentos: O marinheiro opera guindastes, cabos e outros equipamentos para garantir uma navegação tranquila e eficaz.
  • Emergências e primeiros socorros: Ele está preparado para responder a situações de emergência, fornecendo primeiros socorros, operando equipamentos de combate a incêndios e participando de evacuações, se necessário.
  • Trabalho em equipe: O marinheiro colabora com outros membros da tripulação para garantir o funcionamento seguro e eficiente da embarcação, comunicando-se com clareza e seguindo as instruções dos oficiais superiores.
  • Rotinas de limpeza e manutenção: Ele executa tarefas diárias de limpeza e manutenção em áreas comuns da embarcação, como convés, alojamentos e instalações sanitárias.
  • Operações de ancoragem e amarração: Ele está envolvido nas operações de ancoragem da embarcação, assegurando que ela esteja segura quando não estiver navegando.
  • Vigilância: O marinheiro mantém uma vigília constante durante as operações de navegação, auxiliando a identificar obstáculos, outras embarcações e condições meteorológicas adversas.

Caso você tenha dúvidas se esta profissão é a escolha certa para você, não deixe de conferir o Teste Vocacional da Quero Bolsa. É rápido, gratuito e pode te ajudar nesta importante escolha profissional.

Quanto tempo um marinheiro fica no mar?

De acordo com os dados do CAGED, a jornada semanal de trabalho do marinheiro é de 42 horas. Vale destacar que a rotina de atividades do profissional pode variar. É comum que a carreira demande longos períodos de viagem.

Na profissão de marinheiro, os objetivos podem variar dependendo do contexto e da área de especialização.
No entanto, alguns objetivos comuns incluem garantir a segurança da embarcação e de sua tripulação, manter a integridade e funcionamento adequado de todos os equipamentos a bordo, cumprir os protocolos e regulamentações marítimas, realizar operações de navegação de forma eficiente e precisa, colaborar com outros membros da equipe para alcançar os objetivos da viagem ou missão, e garantir o transporte seguro e pontual de cargas ou passageiros.
Além disso, os marinheiros muitas vezes buscam avançar em suas carreiras, adquirindo novas habilidades, certificações e experiência para assumir posições de maior responsabilidade a bordo ou em terra, como oficiais de convés ou de máquinas, pilotos, ou até mesmo cargos de gestão em empresas marítimas.

A carreira de marinheiro é dinâmica e desafiadora, geralmente começando com a obtenção de uma formação básica em uma escola náutica ou através de um programa de aprendizagem em uma empresa marítima.
Os marinheiros iniciantes, muitas vezes chamados de marítimos ou marinheiros de convés, começam suas carreiras realizando uma variedade de tarefas essenciais a bordo, como manutenção básica, limpeza, e assistência nas operações de atracação e desatracação da embarcação.
Com o tempo e a experiência, os marinheiros podem avançar para posições de maior responsabilidade e autoridade, como marinheiros de convés qualificados, onde são encarregados de operar equipamentos de convés, realizar manobras de navegação e supervisionar outras funções a bordo. Além disso, alguns marinheiros optam por se especializar em áreas específicas, como navegação, operação de equipamentos de carga, segurança marítima ou operações de emergência.
Para aqueles que desejam avançar ainda mais em suas carreiras, existem oportunidades para obter certificações adicionais e treinamento específico para se tornarem oficiais de convés, responsáveis pela supervisão de toda a operação da embarcação, garantindo o cumprimento de regulamentações marítimas e a segurança da tripulação e da carga.
Os marinheiros também podem seguir carreiras em terra, trabalhando em funções de gestão em empresas de transporte marítimo, agências reguladoras, portos ou outras organizações relacionadas ao setor marítimo.

No Brasil, a formação para se tornar um marinheiro geralmente começa com a obtenção do Certificado de Inscrição e Registro (CIR) junto à Autoridade Marítima, que é concedido após a conclusão de um curso básico de formação para marítimos, como o Curso de Formação de Aquaviários (CFAQ-I), oferecido por escolas náuticas reconhecidas.
O CFAQ-I é um curso que abrange uma variedade de temas, incluindo segurança pessoal e responsabilidades sociais, prevenção e combate a incêndios, sobrevivência pessoal e segurança em embarcações salva-vidas, primeiros socorros, e noções de estabilidade e manobra de embarcações.
Após a conclusão bem-sucedida do CFAQ-I e a obtenção do CIR, os marinheiros podem ingressar no mercado de trabalho em embarcações de diferentes tipos, como navios de carga, petroleiros, rebocadores, embarcações de apoio offshore, entre outros. No entanto, para posições de maior responsabilidade e autoridade a bordo, como oficiais de convés, é necessário realizar cursos adicionais e adquirir experiência prática para obter certificações específicas.
O mercado de trabalho para marinheiros no Brasil varia de acordo com a demanda por transporte marítimo, exploração de petróleo e gás offshore e outras atividades relacionadas ao setor. Empresas de navegação, companhias petrolíferas, empresas de logística e agências governamentais são os principais empregadores de marinheiros no país.
As exigências do mercado de trabalho para marinheiros incluem não apenas a formação e as certificações necessárias, mas também habilidades como trabalho em equipe, capacidade de comunicação eficaz, habilidades técnicas sólidas e um compromisso com os mais altos padrões de segurança e proteção ambiental.
Além disso, a capacidade de adaptação a condições adversas no mar e a disposição para trabalhar por longos períodos em alto mar são aspectos importantes para quem deseja seguir uma carreira de sucesso como marinheiro no Brasil.

Ver mais sobre essa carreira

A Quero Bolsa te ajuda a encontrar sua faculdade

A Quero Bolsa é um serviço que te ajuda a encontrar a sua faculdade ideal e a economizar nas mensalidades. Por meio do nosso site, você consegue vagas em mais de 1100 faculdades. Basta fazer a pré-matrícula para garantir seu curso!
Ilustração de uma pessoa com uma coroa na cabeça
  • Você encontra sua vaga e faz a pré-matrícula na hora
  • O desconto da Quero Bolsa é valido até o fim do curso
  • Bolsa garantida ou seu dinheiro de volta