Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
Ensino Básico

Lista de material escolar: saiba o que não pode faltar

por Thales Valeriani em 15/01/21

Menina adolescente segurando um lápis na mão, apoiando os braços em uma mesa cheia de material escolar.
Foto: Juraj Verga/Pixabay

Ano letivo novo, material escolar novo. Essa frase resume o pensamento de muitas crianças e famílias em relação à lista de material escolar fornecida pelo colégio. E assim surge o desafio de conseguir conciliar os preços mais baixos com as vontades das crianças.

Nesse contexto, é importante analisar a lista e verificar, item por item, o que é essencial, o que é supérfluo e o que pode ser reaproveitado do ano letivo anterior. 

+ Volta às aulas 2021: veja as datas de início do ano letivo em cada estado

Qual é a importância do material escolar?

Na escola, os materiais escolares são usados com diversos objetivos: desenvolver atividades complementares, realizar pesquisas, fazer trabalhos, entre outros. Por satisfazer diferentes necessidades, a lista de material escolar muda de uma escola para outra e também de acordo com o ano escolar do aluno.

Atualmente, algumas escolas fazem uso de aparelhos tecnológicos em sala de aula, como tablets e notebooks, mas, ainda assim, a cartolina, o caderno e o lápis, por exemplo, são fundamentais no processo de ensino e aprendizado em sala de aula. Além disso, alguns itens da lista de material escolar têm o objetivo de despertar a curiosidade e o interesse entre os alunos, cumprindo uma função pedagógica

Quais materiais escolares não podem faltar na lista?

Como dissemos, as listas de material variam de acordo com a escola e o ano letivo do estudante. Alguns itens, porém, servem para todos e são fundamentais  em sala de aula, confira:

  • Caderno ou fichário

    O aluno precisa anotar os conteúdos passados pelo professor. Então, é fundamental ter um acessório que possa atender essa demanda. O importante é saber que existem diferentes tipos de cadernos e fichários, cada um para um perfil de aluno.

    Por exemplo, alunos que estão nos anos finais do Fundamental 2 ou no Ensino Médio podem usar cadernos aramado de 12 matérias, já um aluno da Educação Infantil ou Fundamental 1 pode utilizar um caderno de até 90 folhas, um caderno de caligrafia e até mesmo um caderno em branco para desenhar.
  • Mochila

    A mochila é indispensável, afinal, sem ela o estudante não tem como carregar consigo tantos materiais. Neste caso, o segredo é comprar uma mochila que tenha vários compartimentos, pois eles permitem uma organização melhor dos objetos. Para economizar, evite comprar mochilas com estampas de desenhos, filmes ou animações, já que elas costumam ser mais caras.

É importante ficar atento ao peso da mochila com os materiais escolares: se ela estiver muito pesada, faz mal para a coluna do aluno. Se a criança for mais nova, uma opção é comprar uma mochila com rodinhas, pois fica mais leve na hora de carregar os materiais.

  • Estojo

    O estojo é fundamental para manter a organização dentro da mochila. Existem vários modelos de estojos e eles devem ser escolhidos mais de acordo com o perfil do aluno do que pelo ano escolar. Isto é, alguns estudantes gostam de ter cadernos coloridos, então usam várias canetas, além de lapiseira ou lápis, borracha, corretivo, apontador, entre outros itens, o que demanda um estojo maior, com mais de um compartimento.

Já outros estudantes usam apenas uma ou duas cores de caneta, além de um lápis e uma borracha. Neste caso, um estojo pequeno é o suficiente.


  • Lápis, caneta ou lapiseira

    É obrigatório que o aluno tenha, no mínimo, um objeto que o permita fazer anotações durante a aula. Em geral, canetas e lapiseiras são recomendados para alunos mais velhos, que já sabem segurar corretamente um lápis e possuem um domínio maior da norma culta, cometendo menos erros ortográficos, dispensando, então, o uso de borracha ou corretivo. Se o estudante for mais novo, evite comprar corretivo líquido, pois ele pode sujar todos os objetos que estão no estojo ou mesmo na mochila.
  • Livros didáticos

    Os livros didáticos estão presentes em todos os colégios, até mesmo nos que não usam apostilas. Na verdade, o livro é um dos itens que nunca pode faltar na lista de material escolar, já que ele é praticamente o material escolar mais importante do aluno. Além das já citadas apostilas, também são considerados livros didáticos os dicionários, livros de idioma ou matérias específicas, como literatura. 
  • Agenda

    Dia de prova, dia de entrega de trabalho, atividade complementar para entregar, tarefa de casa, datas de reuniões, enfim, são muitos os compromissos de um estudante e são várias as datas que ele deve se lembrar. Por isso, uma agenda que ajude o aluno a se organizar é fundamental.

Confira quais são os materiais que a escola não pode exigir

De acordo com o Procon, os colégios só podem solicitar materiais que serão utilizados em exercícios pedagógicos e de uso pessoal, em quantidade coerente e sem restrição de marca.

A escola pode estabelecer uma parceria com algum estabelecimento a fim de garantir descontos para os alunos nela matriculados, no entanto, a instituição de ensino não pode exigir a compra de materiais em uma loja ou papelaria em específico.

Veja a nossa lista com 10 itens de material escolar que não podem ser solicitados pelas escolas:

  1. Materiais de higiene pessoal;

  2. Materiais de limpeza;

  3. Álcool hidrogenado, em gel ou líquido;

  4. Carimbo; 

  5. Toner de impressão;

  6. Pratos, copos e talheres descartáveis;

  7. Grampeador e grampos;

  8. Caneta para lousa e giz branco ou colorido;

  9. Medicamentos ou materiais de primeiros socorros;

  10. Sacos de presentes.

Além disso, segundo a Lei 12.886/2013, a escola também não pode cobrar taxas referentes a despesas com água, luz, telefone, impressão e fotocópia. O único material que a escola pode exigir determinada marca são as apostilas.

Escolas com bolsas de estudo

Como economizar na compra de material escolar

  • Reaproveite materiais do ano anterior;

  • Faça compra em grupo com outros pais;

  • Evite produtos com estampas de personagens ou desenhos infantis;

  • Compre materiais antes de dezembro ou depois de fevereiro, se possível;

  • Compare os preços antes de comprar;

  • Compre apenas o que está na lista.

Outra dica é comprar em papelarias online confiáveis. Isso porque no e-commerce os preços costumam ser mais baixos do que nas lojas físicas, além da comodidade de não precisar sair de casa.


O que você achou deste artigo?

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2021 CNPJ: 10.542.212/0001-54