Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
034a0947f17da3b1ffa2cac77807e713a0c7595a Cad4289abdb7425ccae2f9b377a959eb7b84ac71
Vestibular e Enem

Reforma da Previdência: Como pode cair no Enem e outros vestibulares?

por Giovana Murça em 30/04/19 1,8 mil visualizações

Aposto que você tem ouvido falar muito sobre Reforma da Previdência nos últimos meses! O assunto tem causado preocupações, principalmente nas pessoas que estão mais próximas da aposentadoria. Mas, por que o país discute sobre isso?

Nesse post, vamos entender alguns fatores que levam à discussão sobre a reforma do sistema previdenciário brasileiro e como esse assunto pode cair no Enem e outros vestibulares!

(Foto: Fotolia)

Por que e quando criaram a Previdência Social

Após a crise econômica de 1929, que atingiu praticamente todos os países capitalistas do mundo, alguns governos adotaram o chamado Estado de Bem-Estar Social para solucionar a crise.

Nesse modelo, os Estados criaram um conjunto de ações de assistência à população como forma de garantir a dignidade, liberdade e proteção dos cidadãos e diminuir a desigualdade social. Então, surgiram a aposentadoria, pensões, seguros-desempregos, programas de saúde, educação e outros direitos sociais.

No Brasil

Luiz Duarte, professor e autor do material de geografia do Sistema de Ensino pH, lembra que no Brasil, a seguridade social tem origem formal no início do Império brasileiro, com a Constituição de 1824: “A Carta mencionava os chamados 'socorros públicos', porém, sem maiores explicações do que se tratavam, como deveriam ser distribuídos ou a quem caberia sua realização”.

Hoje, a Constituição Brasileira garante a seguridade social e a divide em três pilares: Previdência Social, Assistência Social e Saúde Pública.

Envelhecimento populacional e aumento da expectativa de vida

Nossa população está envelhecendo. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados em 2018, o percentual de pessoas com mais de 65 anos passará de 9,2% para 25,5% em 2060.

“A população brasileira está em trajetória de envelhecimento, o que é diferente de dizer que hoje a população é envelhecida”, alerta o professor Luiz. Há décadas o país vem envelhecendo, outro dado que comprova isso é a diminuição das taxas de fecundidade, a estimativa do número médio de filhos de uma mulher fértil.

Pirâmide etária do Brasil em 2018 e 2060
Gráficos disponíveis no site do IBGE mostram a projeção da faixa etária da população brasileira em 2060 (Fonte: IBGE)

Ao mesmo tempo, devido a melhoria na qualidade de vida, a expectativa de vida dos brasileiros aumenta. Em 2016, no último levantamento do IBGE, a expectativa de vida era de 75,8 anos. São 3 meses a mais em relação à expectativa de vida de 2015 e 30 anos a mais em relação aos dados de 1940.

O que esses dados significam?

Os dados representam que, enquanto a população jovem e economicamente ativa está diminuindo, a população mais velha e inativa está aumentando e vivendo mais tempo. E o que isso tem a ver com os programas de seguridade social e a Reforma da Previdência?

Para garantir o bem-estar dessa população mais velha e que, consequentemente, não é mais economicamente ativa, ou seja, não trabalha, o governo mantém a aposentadoria e pensões.

(Foto: Fotolia)

O sistema previdenciário funciona da seguinte forma: os trabalhadores ativos contribuem para a previdência com uma porcentagem de seu salário para manter os benefícios da população inativa. Quando esses trabalhadores se aposentarem, será a vez dos atuais economicamente ativos contribuírem e garantir que os inativos tenham a seguridade.

Se temos mais idosos economicamente inativos, vivendo por mais tempo, e menos jovens economicamente ativos para sustentá-los, a conta não fecha. Essa situação já é realidade para muitos países desenvolvidos. O professor explica: "Toda reforma da previdência tende a ser impopular e onde ela já aconteceu gerou protestos por parte de trabalhadores e centrais sindicais".

Essa mudança na pirâmide etária exige do governo uma reforma no sistema previdenciário para que ele se sustente nos próximos anos e para que seja garantida a aposentadoria das gerações futuras. “É uma tendência onde avança a transição demográfica”, esclarece Luiz Duarte.

Leia também: 5 profissões para quem quer trabalhar com idosos

Reforma da Previdência no Brasil

Daqui algumas décadas, uma população envelhecida também será a realidade do Brasil. “O Estado deve considerar as mudanças demográficas que estão por vir na orientação das políticas públicas”, explica o professor Luiz.

Esse é um dos motivos pelo qual se discute hoje a Reforma da Previdência. De acordo com dados da Secretaria de Previdência do Ministério da Economia, já há um déficit, ou seja, um saldo negativo na Previdência Social, que chegou a R$ 195,2 bilhões em 2018.

(Foto: Fotolia)

A previdência já passou por algumas reformas antes, mas a proposta atual é mais drástica e preocupa muito os trabalhadores. O novo projeto muda as regras de aposentadoria por idade e por tempo de contribuição e está em discussão no Congresso desde 2016. Quem estuda para o vestibular, deve se inteirar sobre o assunto! #ficaadica

O professor Luiz acredita que é interessante o Brasil começar a discussão desde já, mas que é necessário fazer um diálogo entre os diferentes setores da sociedade e agir com justiça social.

Ele sugere que antes de se fazer uma reforma, pode-se aproveitar a população ativa, que ainda é maior que a inativa, investindo em qualificação profissional, combatendo o desemprego, gerando renda e desenvolvimento para o país.

(Foto: Fotolia)

Como pode cair no vestibular?

“A utilização de gráficos nos vestibulares é tendência”, avisa o professor de geografia. A prova pode exigir do estudante a interpretação de gráficos sobre distribuição etária e variação das taxas de fecundidade, natalidade, mortalidade, expectativa de vida, crescimento vegetativo, razão de dependência, entre outros.

Então, é importante se garantir e estudar o que são esses índices, como são levantados e o que eles representam.

“Uma questão pode trazer gráficos com a distribuição etária de determinado país e pedir para que o candidato aponte qual política pública se faz mais necessária para aquele perfil demográfico”, exemplifica Luiz.


Segundo o professor, outros temas relacionados que podem ser abordados no vestibular são:

Exemplo de questões

Gabarito: A (Fonte: UERJ 2011 - Exame de Qualificação)

Gabarito: A (Fonte: Enem 2ª aplicação - 2010)

Dicas extras

O professor também orienta que os candidatos fiquem de olho nos temas: migrações populacionais, a crise dos refugiados na Europa e a Guerra na Síria, que ocorre desde 2011. “As migrações internacionais poderiam suprimir a necessidade que a Europa atualmente possui de aumentar a sua população economicamente ativa, por exemplo”, opina Luiz.

Manual do Enem

Já conhece o Manual do Enem? É uma plataforma onde você pode estudar para o Enem de graça e sem sair de casa! Lá, você encontra os conteúdos mais importantes de todas as matérias e exercícios para treinar. É só clicar aqui e bons estudos! ;)


034a0947f17da3b1ffa2cac77807e713a0c7595a Cad4289abdb7425ccae2f9b377a959eb7b84ac71

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE BOLSAS i-close
Já sabe qual curso fazer na faculdade e gostaria de uma bolsa de estudo?
ALERTA DE BOLSAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE BOLSAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você encontra bolsas de estudo de até 75% de desconto nas melhores faculdades do país.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de bolsas de estudo disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE BOLSAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE BOLSAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores bolsas de estudo chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber bolsas de estudo de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Já sabe qual curso fazer na faculdade e gostaria de uma bolsa de estudo?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Basta entrar em contato conosco em até 6 meses após o pagamento, informando seus dados e o motivo da devolução.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2019 CNPJ: 10.542.212/0001-54