Informações
WhatsApp
Iniciar um atendimento
E-mail
contato@querobolsa.com.br
Telefone
Ligue para 0800 940 0840
Segunda a sexta das 09h às 19h
Como funciona?
Encontre seu curso
Faça sua pré-matrícula online
Economize até o fim do curso!

Auxiliar de Enfermagem: tudo sobre a profissão

Quem faz o atendimento básico dos pacientes em clínicas e hospitais

Salário médio de um auxiliar de enfermagem é cerca de R$ 1.600; mercado de trabalho na área cresceu nos últimos anos

auxiliar de enfermagem

Sobre a profissão

O auxiliar de Enfermagem está presente no atendimento básico do paciente que procura uma unidade de saúde. Ele prepara os pacientes para consultas e procedimentos, segue orientação de enfermeiros e da equipe médica, realiza alguns exames mais simples, promove a educação em saúde, incentiva e auxilia em práticas de higiene, colhe materiais e realiza o controle de estoque do material utilizado.

O profissional pode dar injeções e administrar medicações que tenham sido prescritas por médicos. Outras funções permitidas ao auxiliar de Enfermagem são realizar imobilizações, fazer curativos e esterilizar instrumentos e equipamentos hospitalares que serão utilizados pela equipe de saúde.

O auxiliar de enfermagem pode trabalhar em diferentes locais de saúde, realizando atividades de menor complexidade e sob a supervisão do enfermeiro. Esterilizar equipamentos, fazer curativos, dar injeções e colher materiais estão entre as suas funções. Conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de 2018, do Ministério do Trabalho, o salário médio de um auxiliar de enfermagem no Brasil gira em torno de R$ 1.600.

O auxiliar de Enfermagem pode trabalhar em postos de saúde e hospitais da rede pública e privada. O ingresso como servidor de prefeituras e secretarias estaduais de saúde se dá por meio de processo seletivo e concursos públicos. 

Em processos seletivos, o auxiliar de Enfermagem trabalha, em geral, até dois anos como temporário. Nos concursos públicos, a vaga é efetiva e pode ser regida por regras das leis municipais ou pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

A atuação autônoma também é possível para esse profissional, que pode ser contratado por certos períodos para atendimentos domiciliares, também conhecidos como home cares.

Outros locais que contratam auxiliares de Enfermagem são creches, asilos, centros de recuperação e tratamento para usuários de drogas, laboratórios, universidades e clínicas particulares.

Por que ser um Auxiliar de Enfermagem?

Panorama em
O mercado não apresenta crescimento nos últimos anos

Não era isso que você esperava?

Mas espera...selecionamos outras profissões que apresentam crescimento.

    Auxiliar de Enfermagem

    Como se tornar um Auxiliar de Enfermagem?

    A carreira de auxiliar de Enfermagem exige formação específica na área. O interessado nessa área deve procurar um curso de auxiliar Enfermagem devidamente autorizado para funcionamento, conforme as normas do Ministério da Educação. É importante lembrar que existem diferenças entre as funções e cursos de auxiliar de Enfermagem, técnico de Enfermagem e enfermeiro.

    O auxiliar de Enfermagem conta com um curso que permite realizar procedimentos ambulatoriais mais simples. A formação não dá titulação de técnico e nem graduação de nível superior. Sua duração é variada, podendo se estender de um ano a dois. É preciso ter mais de 18 anos ao final das aulas. 

    Após a conclusão dos estudos, o profissional deve procurar o Conselho Regional de Enfermagem (Coren) de seu estado para obtenção do registro que autoriza seu trabalho. 


    Vale a pena estudar para ter essa profissão?

    Ser formado ou não... eis a questão? 🤔

    Qual cidade deseja trabalhar?

    Mais profissões da área de Saúde e Bem Estar

    Conheça mais profissões que combinam com você e compare as características dos cursos.