logo

  • Lista de faculdades
  • Lista de cursos
  • Lista de profissões
  • Revista Quero
  • Central de ajuda

Como funciona
  1. Busque sua bolsa

    Escolha um curso e encontre a melhor opção pra você.


  2. Garanta sua bolsa

    Faça a sua adesão e siga os passos para o processo seletivo.


  3. Estude pagando menos

    Aí é só realizar a matrícula e mandar ver nos estudos.


Roteirista: tudo sobre a profissão

Aquele que escreve histórias para cinema, televisão e teatro. Profissional pode trabalhar tanto com roteiros tradicionais quanto na internet, com vídeos e produções para o YouTube
roteirista

Sobre a profissão

O roteirista é o profissional que cria ou adapta histórias para a realização de uma produção audiovisual de qualquer tipo: filmes, séries, novelas, peças de teatro, documentários, videoclipes, entre outras.

O trabalho do roteirista depende do projeto em que ele está envolvido. Em filmes de ficção, por exemplo, esse profissional geralmente está envolvido nas fases iniciais, chamadas de pré-produção, em que ele desenvolve o roteiro da obra e a entrega para o contratante (o diretor ou produtor, no caso).

Entretanto, em um filme de não-ficção, como um documentário, o trabalho do roteirista costuma ser necessário tanto na fase de pré-produção (que vai orientar as filmagens) quanto na de pós-produção, em que ele cria o roteiro de edição - necessário para moldar a ideia inicial do filme ao que foi descoberto e modificado durante as gravações.

Já em seriados, a criação do roteiro é coletiva, contando com várias pessoas que se reúnem na writers’ room (sala de roteiristas) para escrever os episódios antes e durante os períodos de gravações.

Esses são os papéis mais comuns que um roteirista exerce, mas com o dinamismo das novas formas de produção cultural disseminadas pela internet, como produções de youtubers, reality shows e vídeos para a internet como um todo, o roteirista vem trabalhando de outras formas, a depender do projeto em que está envolvido. O que permanece é a essência do seu trabalho: planejar, criar e adaptar histórias, bem como as narrativas para contá-las.

O trabalho do roteirista é, geralmente, solitário, porque o foco de seu trabalho está na pesquisa e na criação ou adaptação da história que será contada. Antes da escrita do roteiro em si, esse profissional envolve-se em uma pesquisa densa e profunda, que pode levar anos, dependendo da complexidade do projeto. Em seguida, parte para a estruturação e escrita do roteiro em si.

De acordo com a Associação Brasileira de Autores Roteiristas (ABRA), a remuneração média de um roteiro para um filme de cinema é de R$ 86.400,00 (valor total do projeto). Já na televisão aberta, um roteirista de novelas diárias tem salário médio de R$ 26.400,00.

O roteirista pode atuar de forma autônoma, criando e vendendo roteiros para empresas, ou dentro de produtoras de filmes e vídeos, emissoras de televisão, ou quaisquer outras empresas e instituições que lidem com a criação de vídeos e produções que exijam algum tipo de roteiro.

Por que ser um Roteirista?

Panorama no estado de:
O mercado não apresenta crescimento nos últimos anos

Mas espera...selecionamos outras profissões que apresentam crescimento.

    Roteirista

    Como se tornar um Roteirista?

    Não há exigência de formação ou qualquer pré-requisito para se tornar um roteirista. Entretanto, muitos profissionais da área se formam em cursos da área de Comunicação, como Jornalismo, ou de Ciências Humanas, como Letras, que tradicionalmente enfocam na produção de texto e na escrita criativa. Um bom caminho para se tornar roteirista é fazer um curso de roteiro, encontrado em muitas academias e instituições pelo país, geralmente sem qualquer pré-requisito. Além disso, buscar conhecer pessoas da área ajuda a formar uma rede de conexões e contatos para conseguir trabalhos, além de aprender mais sobre a profissão e o que é necessário para exercê-la de forma bem sucedida.

    Outra possibilidade é investir em um projeto próprio para ganhar notoriedade. O governo e várias instituições costumam lançar editais de financiamento de projetos de cultura, que envolvem também roteiros e produções audiovisuais. O aspirante a roteirista pode enviar projetos próprios para esse tipo de edital, além de se inscrever para concursos e festivais. Enviar roteiros próprios para produtores reconhecidos também é uma forma de tentar entrar no mercado, mas não é necessário ir tão longe. Como os roteiros, hoje, estão envolvidos também em produções livres hospedadas na internet, um profissional da área pode começar criando seu próprio projeto, veiculando-o em um canal.


    Se você gostaria de se profissionalizar como Roteirista e fazer sua faculdade com uma bolsa de estudo em Audiovisual, veja as ofertas disponíveis na Quero Bolsa.

    Vale a pena estudar para ter essa profissão?

    Ser formado ou não... eis a questão?

    Qual cidade deseja trabalhar?