Info Icon Help Icon Como funciona Ajuda
Whatsapp Icon 0800 123 2222
Envie mensagem ou ligue
Sociologia

Exclusão Social

Natália Cruz
Publicado por Natália Cruz
Última atualização: 21/8/2018

Introdução

Exclusão social é um conceito que caracteriza a exclusão ou afastamento de grupos do sistema sócio-econômico predominante.

Geralmente por questões financeiras, o grupo excluído, também chamado de minoria social, não tem o acesso a bens e serviços básicos e que garantem a condição de vida digna, defendida pela Declaração Universal dos Direitos Humanos.

A exclusão socioeconômica de parcelas da sociedade está diretamente ligada ao modelo econômico capitalista. A pobreza de alguns grupos impede que eles tenham acesso a educação e cultura, por exemplo. Com menos tempo dedicado ao estudo e desenvolvimento de capital cultural, os grupos excluídos têm mais dificuldade de acesso ao mercado de trabalho.

A dificuldade em acessar o mercado de trabalho, por conta do pouco tempo de estudo, faz com que as minorias recorram ao mercado informal, fazendo “bicos”, trabalhos esporádicos ou trabalhando, com certa dificuldade, por conta própria.

Tais condições de trabalho não permitem a produção de lucro e acúmulo de dinheiro. Por conta disso, torna-se cada vez mais difícil a ascensão social e, muitas vezes, é iniciado um ciclo de pobreza e fome. As desigualdades sociais estão diretamente ligadas às condições de exclusão socioeconômicas.

Tipos de Exclusão Social

As condições financeiras não são as únicas responsáveis pela exclusão de grupos sociais. Outros fatores também influenciam na exclusão de grupos do sistema imposto e determinado como correto pela sociedade.

  • Exclusão de gênero: geralmente, mulheres e grupos que não se adequam ao gênero de nascimento, como os transexuais.
  • Exclusão Cultural: existente por conta das práticas culturais de determinados grupos. Por exemplo, os mitos e rituais de algumas aldeias são considerados fora do padrão sociocultural predominante.
  • Exclusão Étnica: - existente em relação a minorias étnicas, como por exemplo negros e indígenas.
  • Exclusão Patológica: o indivíduo é excluído pela sociedade por ser portador de alguma doença (física, mental ou imunológica) ou por alguma necessidade especial. Cadeirantes e grupos portadores de AIDS e autistas, por exemplo, são excluídos por conta de suas condições.
  • Exclusão Religiosa: grupos excluídos por não seguirem a religião oficial e imposta pela sociedade. Por exemplo os muçulmanos e membros de religiões de matriz africana, que sofrem preconceito no Brasil.

Inclusão Social

Políticas de inclusão são um conjunto de medidas e ações para priorizar os direitos básicos e essenciais para garantir que os grupos excluídos sejam inseridos na sociedade e tenham condições de se manter no grupo social, respeitando as individualidades.

As políticas de ação social são específicas para cada país e dependem de quais grupos são considerados os mais afetados pela exclusão social.

Exclusão Social no Brasil

No Brasil, são encontrados os mais variados tipos de exclusão social, econômica, de gênero, religião, cultura e etnia. A questão da exclusão étnica no Brasil, por exemplo, tem origens históricas.

Os indígenas, grande maioria no país durante a época da chegada dos portugueses, foram pouco tempo depois catequizados e ensinados a se portarem como os colonizadores. A tentativa de alterar os hábitos, religiosidade e costumes indígenas foi uma forma de padronizá-los à nova realidade brasileira, descaracterizando e ignorando por completo seus hábitos e padrões culturais.

A tentativa de padronização do indígena ainda persiste no país. A exclusão social que enfrentam ainda tem como raiz a tentativa de fazer com que sigam o modelo cultural imposto pela sociedade.

A raiz histórica explica, também, a exclusão social dos negros. Logo após a abolição da escravatura, em 1888, os negros não foram integrados à sociedade da época por conta das questões culturais, sociais e econômicas. Ainda hoje enfrentam o preconceito e exclusão.

Políticas de Inclusão no Brasil

Ao longo dos anos, o Brasil tem adotado políticas de ações afirmativas em relação a negros e indígenas, como a obrigatoriedade das cotas, por exemplo. É uma tentativa proposta pelo governo e vários órgãos e entidades de minimizar anos de práticas e ações excludentes.

São vários os grupos que, ao longo dos anos, lutam de maneira independente pela garantia de seus direitos básicos, como portadores de doenças, deficientes físicos ou mentais, cadeirantes e transexuais.

As minorias são mesmo a minoria?

As chamadas minorias sociais nem sempre fazem parte da minoria populacional. Levando em conta o fator econômico, por exemplo, os dados do IBGE, levantados em 2017, apontam que naquele ano os 10% mais ricos detinham 43,3% da renda do país, enquanto os 10% mais pobres tinham acesso a apenas 0,7% da renda total do país.

Ou seja, a maior parte da população concentra a menor parte da renda, tem menor condição de acesso à saúde, educação, cultura e meios de garantir uma boa qualidade de vida.


Exercícios

Exercício 1
(UPE/2013)

As desigualdades sociais no Brasil têm muitas causas e geram várias consequências. Historicamente, elas iniciaram seu desenvolvimento com a chegada dos portugueses. A Sociologia vem estudando as diferenças sociais entre os brasileiros, em diversos aspectos. Sobre esse assunto, assinale a alternativa CORRETA.

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, shorts e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...

Veja também

SOCIOLOGIA
Ação Social
Ação Social
SOCIOLOGIA
Antropologia
Antropologia
SOCIOLOGIA
Cidadania
Cidadania
SOCIOLOGIA
Cultura
Cultura
SOCIOLOGIA
Declaração Universal dos Direitos Humanos
Declaração Universal dos Direitos Humanos
SOCIOLOGIA
Desigualdade Social
Desigualdade Social
SOCIOLOGIA
Direitos Humanos
Direitos Humanos
SOCIOLOGIA
Estado de Bem Estar Social
Estado de Bem Estar Social
SOCIOLOGIA
Estado Democrático de Direito
Estado Democrático de Direito
SOCIOLOGIA
Estigma Social
Estigma Social
SOCIOLOGIA
Estruturalismo
Estruturalismo
SOCIOLOGIA
Feminismo
Feminismo
SOCIOLOGIA
Funcionalismo
Funcionalismo
SOCIOLOGIA
Movimentos Sociais
Movimentos Sociais
SOCIOLOGIA
Neoliberalismo
Neoliberalismo
SOCIOLOGIA
Social-Democracia
Social-Democracia
SOCIOLOGIA
Sociedade
Sociedade