Informações
WhatsApp
Iniciar um atendimento
E-mail
contato@querobolsa.com.br
Telefone
Ligue para 0800 940 0840
Segunda a sexta das 09h às 19h
Como funciona?
Encontre seu curso
Faça sua pré-matrícula online
Economize até o fim do curso!

Engenharia de Alimentos

Resumo do curso

Tipos de formação
Bacharelado, Tecnólogo e Pós-graduação
Área de conhecimento
Ciências agrárias
Duração
até 10 semestres
Estágio obrigatório?
Mínimo 210 horas

A classificação da área de conhecimento foi feita com base na Árvore do Conhecimento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Sobre o curso de Engenharia de Alimentos

O curso de Engenharia de Alimentos forma profissionais que lidam com a industrialização do alimento. Eles estão presentes em todas as etapas produtivas, desde a escolha da matéria-prima até a comercialização.

Após a conclusão do curso, o profissional estará qualificado para desenvolver produtos alimentícios inovadores e seguros. Pode, também, projetar indústrias eficientes que supram as necessidades de alimentos da sociedade, preservando e desenvolvendo o patrimônio social, cultural e ambiental.

As atividades do engenheiro de alimentos incluem, entre outras, estudar métodos de conservação, transporte, armazenamento e fabricação dos alimentos industrializados.

No mercado de trabalho, o profissional de Engenharia de Alimentos se concentra na indústria alimentícia.

Os tipos de formação para o curso de Engenharia de Alimentos são: bacharelado , tecnólogo e pós-graduação .

Engenharia de Alimentos

Procure o curso de Engenharia de Alimentos ideal para você!

Veja como é simples começar a estudar

  1. Encontre seu curso
  2. Garanta sua bolsa
  3. Economize até se formar
Mensalidades a partir de R$ 209,00 entre as 1.026 instituições parceiras do Quero Bolsa.

Tipo de modalidade

Qual a sua localização?

Prefere alguma faculdade?


Personagem curioso

O que faz o Engenheiro de Alimentos?

O engenheiro de alimentos desenvolve produtos e processos da área de produção de alimentos, controlando sua qualidade.

Este profissional elabora e gerencia projetos de produção de alimentos e pode, também, coordenar equipes e prestar consultoria, assessoria e assistência técnica.

Com o Quero Bolsa, entrar na faculdade é muito mais fácil!

Cadastre-se e receba alertas por e-mail e WhatsApp quando chegarem novas vagas do seu interesse.

Seu nome

Com o Quero Bolsa, entrar na faculdade é muito mais fácil!

Encontre seu curso

1
Busque informações sobre bolsas de estudo, faculdades, cursos e preços. Você pode informar a sua localização e a gente mostra quais vagas estão mais próximas a você.

Garanta sua bolsa de estudo

2
Pague a pré-matrícula e estude com o menor preço até o fim do curso. Você pode pagar no boleto ou parcelar em até 12 vezes no cartão de crédito.

Economize até se formar!

3
É só passar no processo seletivo da faculdade e concluir a matrícula.
Personagem Quero Bolsa

Nota de corte para Engenharia de Alimentos

Sabia que, utilizando apenas o seu resultado do Enem, você pode entrar em diversos cursos de universidades federais, estaduais e privadas?

Para ajudar o estudante a entender as suas possibilidades, o Quero Bolsa desenvolveu o Simulador de Nota de Corte . O sistema reúne os dados das últimas provas e mostra o desempenho mínimo para conseguir uma vaga em um dos programas educacionais do governo.

No último ano, as notas de corte registradas para o curso de Engenharia de Alimentos foram:

Programa
Menor nota de corte
Maior nota de corte

Menor nota de corte

495

Fai

Maior nota de corte

619

Unifeb

Menor nota de corte

563

Unemat

Maior nota de corte

792

Usp

Está com dúvidas sobre Engenharia de Alimentos?

Os alunos e ex-alunos do curso estão prontos para tirar suas dúvidas. Acessar Perguntas e Respostas

Como é o curso de Engenharia de Alimentos?

Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais definidas pelo Ministério da Educação (MEC), o curso de Engenharia de Alimentos deve incluir as seguintes matérias, entre outras:

  • Química;

  • Higiene de Alimentos e Legislação;

  • Anatomia e Fisiologia Animal;

  • Microbiologia dos Alimentos e Epidemiologia das Doenças Veiculadas por Alimentos;

  • Teoria Geral da Administração;

  • Biologia Celular

  • Física;

  • Sistemas de Informação, Banco de Dados e Inteligência para Ciências dos Alimentos;

O curso inclui, também, disciplinas associadas às tecnologias inovadoras e tradicionais de preservação e transformação de alimentos. Abrange, ainda, áreas que fazem parte do mundo dos negócios, como Informática, Economia, Administração e Meio Ambiente.

Qual a grade curricular de Engenharia de Alimentos?

Para conhecer as matérias do seu curso de Engenharia de Alimentos, basta acessar abaixo:

Grade Curricular de Engenharia de Alimentos

Faça carreira em Engenharia de Alimentos

Onde o profissional pode trabalhar?

O profissional de Engenharia de Alimentos conta com um amplo campo de trabalho em indústrias tradicionais como alimentos e bebidas.

Normalmente, trabalha com carteira assinada, em equipes multidisciplinares, podendo supervisioná-las ou ser supervisionado.


Quanto ganha um Engenheiro de Alimentos

O salário médio de um Engenheiro de Alimentos no Brasil é de R$ 2.861,75. Os estados onde a profissão de Engenheiro de Alimentos têm os melhores salários são Paraná, São Paulo e Rio Grande do Sul.

Quer saber o salário das demais especialidades? Veja aqui quanto ganha um Engenheiro de Alimentos .


Quais são as exigências do mercado de trabalho?

Para atuar profissionalmente, o engenheiro de alimentos deve possuir nível superior completo na área e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea).


Quais são as principais competências pessoais do profissional de Engenharia de Alimentos?

As principais características do profissional de Engenharia de Alimentos, listadas pelo Ministério do Trabalho, são:

  • Demonstrar liderança;

  • Trabalhar em equipe;

  • Pró-atividade;

  • Flexibilidade;

  • Iniciativa;

  • Visão sistêmica;

  • Empatia;

  • Raciocínio lógico;

  • Raciocínio analítico;

  • Acuidade sensorial;

  • Memória sensorial;

  • Senso crítico;

  • Senso estético;

  • Trabalhar com segurança;

  • Organização;

  • Contornar situações adversas.