Carnaval na boa é com bolsa! Garanta a sua antes que as ofertas acabem
Promoção termina em
23
dias
03
horas
00
min
00
Ver ofertas
Informações
Whatsapp
Envie para 0800 123 2222
E-mail
contato@querobolsa.com.br
Telefone
Ligue para 0800 940 0840
Horário especial de carnaval
Segunda e terça das 8h às 18h
Sábado das 9h às 13h
Como funciona?
Encontre seu curso
Faça sua pré-matrícula online
Economize até o fim do curso!

Engenheiro de alimentos

O engenheiro de alimentos cuida da fabricação, conservação e armazenamento de alimentos de diferentes segmentos

O que faz um engenheiro de alimentos

O engenheiro de alimentos é o profissional responsável por fabricar, conservar, armazenar e transportar alimentos fabricados em indústria, principal local de trabalho do especialista.

O engenheiro de alimentos é quem seleciona as matérias-primas e os sistemas de armazenamento de alimentos tanto de origem vegetal quanto animal, prezando pela qualidade e segurança do produto final.

Cabe ainda à rotina do engenheiro de alimentos determinar o valor nutricional dos alimentos e aprimorar e buscar a cor, o sabor, a textura e a consistência daquilo que consumimos industrialmente.

As indústrias do setor alimentício são, sem dúvida, o principal campo de atuação desse profissional, mas ele pode ser demandado também por indústrias fornecedoras de equipamentos, embalagens e aditivos.

Como se tornar um engenheiro de alimentos

Aquele que deseja se tornar um engenheiro de alimentos deve, obrigatoriamente, obter o título de bacharel em Engenharia de Alimentos em qualquer instituição de ensino superior que ofereça o curso, com duração média de cinco anos, e seja reconhecido pelo MEC. 

O engenheiro de alimentos deve estar preparado para estudar muito cálculo, bem como conceitos químicos, biológicos, físicos e nutricionais e estar preparado para lidar no dia a dia profissional com nutricionistas, químicos, engenheiros químicos, engenheiros de produção e até mesmo administradores.

Áreas de atuação

Quem mais emprega o engenheiro de alimentos atualmente, sem dúvidas, ainda é a indústria alimentícia. 

Mas, o profissional é bastante requisitado em indústrias fornecedoras de equipamentos, aditivos e embalagens, bem como em redes de grandes restaurantes ou até mesmo linhas de produção industrial de supermercados.

Além de trabalhar na produção industrial, o engenheiro de alimentos pode encontrar trabalho em outros ramos, como a fiscalização dos padrões de qualidade alimentares, a consultoria alimentar, a automação de processos, o tratamento de resíduos (como descarte, reciclagem e reaproveitamento) e até mesmo no setor mais técnico de vendas e marketing.