logo
Lista de faculdades Lista de cursos Lista de profissões Revista Quero Central de ajuda

banner image banner image
Curiosidades

12 filósofos brasileiros que você precisa conhecer

por Isabela Giordan em 28/01/21

Atualizado em 07/01/2022

A Filosofia Ocidental surgiu na Grécia Antiga, no século VI a.C, mas no Brasil ela só foi começou a se desenvolver em meados no século XVI, com a vinda dos jesuítas para a nova terra descoberta. 

Encontre bolsas de até 80% para graduação

O primeiro curso profissionalizante de Filosofia surgiu apenas após quase quatro séculos, em 1908, com a Faculdade de São Bento, instituição que foi palco para a introdução dos pensamentos de Kant no País.

Apesar do Brasil não ser tão reconhecido nessa área de estudo, isso não significa que não há filósofos e pensadores brasileiros importantes para a história. Muitos deles, hoje em dia, até mesmo ajudam na popularização da Filosofia e são peças-chave em muitas das discussões da atualidade. 

Veja também: Como estudar Filosofia para o Enem e outros vestibulares?

filósofos brasileiros
Djamilla Ribeiro, Mario Sergio Cortella, Marcia Tiburi e Marilena Chauí [da esquerda para a direita]

Pensando nisso, a Revista Quero listou 12 filósofos brasileiros que você precisa conhecer (e estudar, caso esteja se preparando para o vestibular)Veja a seleção abaixo:

1 - Djamilla Ribeiro

Mestre em Filosofia Política pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Djamilla Ribeiro é dos maiores nomes da filosofia contemporânea brasileira e é especialista em questões de raça e gênero, sendo ainda é ativista do movimento negro.

Além da sua coluna semanal no site da Carta Capital, a filósofa também é autora de dois livros "O que é lugar de fala?" (2017) e "Quem tem medo do feminismo negro?" (2018)

"O não ouvir é a tendência a permanecer num lugar cômodo e confortável daquele que se intitula poder falar sobre os Outros, enquanto esses Outros permanecem silenciados."

2 - Marilena Chauí

Considerada a filósofa mais importante do Brasil pela Revista Cult, Marilena Chauí é autora de mais de 30 livros sobre a área, sendo conhecida por suas obras didáticas que explicam essa área de estudo e mostram como a prática está presente no dia a dia das pessoas.

Chauí é formada e doutora em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP) e é especialista em Baruch Espinoza. Atualmente, é professora da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP) e militante política.

"Se tudo fosse dito, a frase perderia a coerência, tornar-se-ia incoerente e contraditória e ninguém acreditaria nela."

Encontre bolsa de estudo para Filosofia

3 - Marcia Tiburi

Especialista em Adorno e na Escola de Frankfurt, Marcia Tiburi é formada em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) e doutora pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). 

Autora de livros como "Como conversar com um fascista" (2015) e "As Mulheres e a Filosofia" (2002), Tiburi já participou de diversos programas de televisão para comentar sobre ética, política e feminismo. 

"A complexidade do ato de escutar está em que, por meio da escuta, entro em outros processos de conhecimento. Torno-me outra pessoa."

4 - Mario Sergio Cortella

Seja pelas suas publicações, palestras ou participações em programas de televisão, Mario Sergio Cortella é um dos filósofos brasileiros mais conhecidos no Brasil. Formado em Filosofia e doutor em Educação, o também escritor analisa questões do dia a dia e as suas relações com a Filosofia contemporânea. 

Algumas das suas obras mais conhecidas são "Por que Fazemos o que Fazemos?" (2016), "A Sorte Segue a Coragem! Oportunidades, competências e tempos de vida" (2018) e "Ética e Vergonha na Cara!" (2014).

"É necessário cuidar da ética para não anestesiarmos a nossa consciência e começarmos a achar que tudo é normal."

5 - Silvio Gallo

Ex-presidente da Sociedade Brasileira de Filosofia da Eduação, Silvio Gallo é um filósofo e doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Com estudos voltados para a Filosofia da Educação, Gallo pesquisa sobre a educação libertária e o anarquismo, utilizando, principalmente, Foucalt e Deluze em suas análises.

"...a educação tradicional veiculada pelo capitalismo teria por objetivo disseminar a ideologia da perpetuação e manutenção do sistema social, ensinar a ver o mundo de uma maneira socialmente aceita, a agir segundo esses parâmetros. A educação anarquista, por sua vez, teria por objetivo desestruturar essa ideologia social e ensinar a construção da liberdade, para que cada um pense e aja à sua maneira, criando sua própria ideologia, assumindo sua singularidade, sem no entanto fechar-se para a amplitude do meio social."

6 - Raimundo de Farias Brito

Nascido em 1882, Farias Brito foi considerado o autor de umas das principais obras filosóficas produzidas no Brasil, as trilogias "Finalidade do Mundo" e "Ensaios sobre a Filosofia do Espírito".

Cada um que define o direito define-o segundo as condições do povo a que pertence e na conformidade da intuição particular da sua época.

7 - Luiz Felipe Pondé

Conhecido nacionalmente, Luiz Felipe Pondé é mestre pela Universidade de Paris e doutor em Filosofia pela FFLCH-USP. O também escritor considera ter um pensamento liberal para a economia, mas conservador nos costumes. Em seus textos, Pondé mostra a influência do niilismo de Friedrich Nietzsche em sua escrita.


O filósofo é autor de livros famosos, tais como, "Guia Politicamente Incorreto da Filosofia" (2012) e "Marketing Existencial" (2017), além de ser colunista no jornal Folha de São Paulo.

"Ali onde está a multidão está a mentira. Muitos sentimentos juntos são sempre falsos."

8 - Miguel Reale

Ex-reitor da Universidade de São Paulo e fundador do Instituto Brasileiro de Filosofia, Miguel Reale é até hoje considerado o pai no novo Código Civil Brasileiro. O filósofo também ficou conhecido por ser o criador da teoria tridimensional do direito e associá-la aos fundamentos da Filosofia.  

"A nossa vida não é espiritualmente senão uma vivência perene de valores. Viver é tomar posição perante valores e integrá-los em nosso "mundo", aperfeiçoando nossa personalidade na medida em que damos valor às coisas, aos outros homens e a nós mesmos. Só o homem é capaz de valores, e somente em razão do homem a realidade axiológica é possível."
9 - Leandro Konder

Doutor em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Leandro Konder foi um dos filósofos marxistas mais conhecidos no País. Em seus 40 anos de atividade acadêmica, o professor foi um forte nome da esquerda e um defensor do também filósofo György Lukács.

Como advogado, Konder atuou durante os anos de chumbo da Ditadura Militar na defesa de causas trabalhistas, sendo preso, torturado e exilado na Europa por seis anos. Entre as suas maiores obras estão "Introdução ao Fascismo" (1977), "Histórias das ideias socialistas no Brasil" (2003) e "A derrota da dialética" (1988).

"A filosofia é um terreno de resistência que se pergunta não para que serve uma determinada teoria, mas qual a sua verdade."

10 - Clóvis de Barros Filho

Com seus discursos focados na comunicação, política e ética, Clóvis de Barros Filho é jornalista e filósofo, mestre pela Université Sorbonne Nouvelle e doutor pela USP.

Assim como outros filósofos da atualidades, Clóvis se destaca nas redes sociais e na internet com vídeos e palestras com reflexões sobre a vida, relações humanas e a felicidade, por exemplo. Alguns de seus livros mais conhecidos são "A felicidade é inútil" (2019), "Shinsetsu: O poder da gentileza" (2018) e "Em busca de nós mesmos" (2017).

"A vida é uma sequência de encontros inéditos com o mundo, e portanto ela não se deixa traduzir em fórmulas de nenhuma espécie."

11 - Leandro Karnal

Atual apresentador do CNN Tonight, na CNN Brasil, Leandro Karnal se tornou uma das vozes mais conhecidas da Filosofia no Brasil. Graduado em História e doutor pela USP, Karnal realiza discussões sobre ética, história, cultura, religião e as dores do mundo contemporâneo. 

"Todo ato de erigir, construir é um ato de pedra a pedra. Onde uma pedra só pode ser colocada, quando a anterior já estiver ocupando o seu lugar."


12 - Viviane Mosé

Especialista em Nietzsche, Viviane Mosé é doutora em filosofia pelo Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ. Além disso, a filósofa atua como psicóloga, psicanalista, poetisa e palestrante. Em suas reflexões, Viviane discute temas voltados para a ética, educação e literatura.

"O homem é um ser que cria valores, e a consciência da morte instaura o primeiro valor: a vida."
Veja também: + Graduação em Filosofia: tudo o que você precisa saber sobre o curso
Dicas de Filosofia e Sociologia para o Enem

Mostrando cursos em Veja mais vagas

  • Mensalidades a partir de

    R$ 270,00
    Ver Bolsas

  • {course} {university}

    Mensalidades a partir de R$ 2400/mês

Veja mais cursos

Tags relacionadas:

banner image banner image

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2022 CNPJ: 10.542.212/0001-54