Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Vestibular e Enem

Encceja, Enem e vestibulares: como fazer um texto dissertativo-argumentativo?

por Isabela Giordan em 02/08/18 67 mil visualizações

Nos próximos meses acontecerão diversos exames de avaliação, entre eles, Encceja, que certifica jovens e adultos, o conhecido Enem e os mais diversos vestibulares que garantem a entrada no Ensino Superior brasileiro.

Você sabe o que quase todos eles têm em comum? O tipo de redação! Na maioria dessas avaliações, o tipo dissertativo-argumentativo é exigido e é algo que, quando não cumprido, pode ser um fator desclassificatório.

Porém, apesar de ser tão comum, são poucos aqueles que sabem construir corretamente esse tipo de texto. Por isso, a Revista Quero consultou Erica Herédia, que é a coordenadora de redação do Kuadro, um cursinho online pré-vestibular, para saber tudo sobre esse tipo de texto.


O que é o texto argumentativo-dissertativo?

Segundo a Cartilha do Participante do Enem 2017, esse texto é aquele que “demonstra a verdade de uma ideia ou de uma tese por meio de argumentação”.

Ou seja, é mais do que uma simples exposição de ideias. Por isso, além de indicar um ponto de vista, é preciso ter argumentos que sustentem a sua tese, que deve estar relacionada à proposta feita pela banca de redação do exame.

Erica reforça essa indicação e diz que é preciso que o participante tente convencer aquele que está lendo o texto. “É preciso ter em mente que dissertar é discutir, questionar e expressar um ponto de vista, mas, principalmente, fazer isso tudo com o propósito de persuadir seu interlocutor”.


Qual é a estrutura de um texto dissertativo-argumentativo?

Assim como em qualquer tipo de redação, essa estrutura pede que o texto tenha início, meio e fim. E é espero pelo corretor que se siga isso, já que ele busca identificar no parágrafo inicial a introdução e contextualização do tema. Já nos próximos, é esperado encontrar o desenvolvimento dos argumentos e a solução da questão.

Ainda segundo a coordenadora de redação, muitos alunos têm problemas para iniciar o texto, outros apresentam maior dificuldade em compor a tese e apresentar argumentos, enquanto outros, na conclusão.

“A dica que eu dou para todos os meus alunos é que planejem antecipadamente o rascunho, transforme o tema em uma pergunta e procure responder essa pergunta, de um modo simples e claro, concordando ou discordando (ou, ainda, concordando em parte e discordando em parte): essa resposta é o seu ponto de vista, ou seja a sua tese!”, orienta.

Para continuar desenvolvendo o seus argumentos, pergunte a si mesmo o motivo da sua resposta, qual é a razão que justifica a sua posição. Após isso, busque exemplos que possam reforçar o seu argumento. Esse tipo de exemplo dá força para a argumentação e ainda pode ser o destaque do seu texto.

Para finalizar, é preciso indicar nos parágrafos finais quais são os agentes sociais que melhor conseguem intervir e “estancar a ferida” exposta na problemática inicial e que foi desenvolvida ao longo da sua redação.

Dica bônus: não confunda proposta de intervenção com conclusão!

Lembre-se que proposta de intervenção não é sinônimo de conclusão!

“Um texto bom e bem ordenado logicamente, deixa de maneira clara a proposta de solução para o problema apresentado, integrando- a à argumentação geral do texto e já dando pistas de seu posicionamento ideológico lá na introdução!”, defende Erica Herédia.  

Assim, a proposta pode ser apresentada em conjunto com a exposição sobre o tema, de maneira articulada desde o começo da redação, aprofundando-se em seu desenvolvimento e finalizando na conclusão.

Tema proposto: uma via de duas mãos

A temática pedida também é algo que influencia a forma como você irá organizar o seu texto. Segundo a coordenadora de redação, nos últimos anos foi possível perceber que há um ponto comum na maioria dos temas: a questão social.

“Há uma primazia pelo lado social, comprovadamente exposto em temas de edições anteriores desses exames, como imigração, publicidade infantil, adoção e violência contra a mulher, bem como a apresentação de números que comprovem aquele problema e a recomendação de que os candidatos apresentam uma solução que estanque essa ferida social”, explica Erica.

Por isso, ela indica que os participantes devem estar atentos às questões de cunho social e políticos que estão em alta no ano.

Quão melhor você compreender a temática proposta, maiores são as chances de desenvolver um texto com argumentos bons e sustentáveis. “Para ter essa boa bagagem cultural, é necessário que se tenha interesse por conhecimentos sobre as mais variadas culturas, livros, filmes, exposições, viagens, e até comida!”, reforça.

Para aqueles que têm uma rotina mais movimentada que não permite gastar muito tempo para estudar, uma boa dica é utilizar seu período de lazer para isso. Como fazer isso? Visite museus, pinacotecas, exposições de artes e flores, feiras culturais e de alimentos, assim  você tem um contato direito com culturas diferentes e ainda pode se entreter.

Ou seja, acompanhar o noticiário, independentemente da mídia escolhida, ler e conhecer novas culturas pode ser uma das chaves para o sucesso da sua redação.

Como melhorar ainda mais meu texto?

Além disso, para que o seu texto consiga uma boa pontuação, é preciso que ele ainda tenha as seguintes características elencadas pela coordenadora de redação:

  • É preciso dominar a escrita formal;

  • O uso de palavras que nomeiam ideias e conceitos;

  • Manter a ausência de temporalidade;

  • Ter o encadeamento correto de ideias;

  • Ficar atento à presença de marcadores argumentativos.

Outra dica importante é: use os textos de apoio! Eles não estão ali apenas para apresentar a temática, mas também para servir como base para possíveis argumentos e guiar qual caminho seguir.


Caso você realmente não conheça o assunto proposto, esses textos podem ser a sua chance de não deixar a sua redação rasa. Por isso, use-os com sabedoria!

Terminou seu rascunho? Agora, leia tudo com atenção!

Para Erica, o participante deve dar um tempo entre o esboço e a redação final, visto que isso dá ao candidato o poder de crítica e argumentação, já que ele pode refletir melhor sobre sua produção por meio de outros textos que surgiram no caderno de questões.


"Eu gosto de sugerir que a pessoa leia e avalie o tema, esboce seu projeto de texto e depois faça a prova de Linguagens. Além disso, para evitar erros, o aluno deve ler com atenção máxima o enunciado apresentado, porque a fuga do tema proposto é um dos erros mais comuns, junto com a recorrência de faltas graves à norma padrão da Língua Portuguesa”, aconselha.

Guia completo: Redação do Enem

Ainda não sabe escrever uma redação para o Enem? Neste guia, você aprende como deve ser o formato da redação, quais são os critérios de avaliação e vê exemplos de redações de sucesso e dicas de quem tirou nota 1.000 e é especialista no assunto. 

Baixar Guia sobre Redação

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
ALERTA DE VAGAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você compare vagas com bolsa em mais de 1.000 faculdades

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54